• OVNI Estúdio Criativo

Você sabe o que é uma análise SWOT?

Atualizado: 28 de jul.

Conheça os principais conceitos, como determinar as forças, fraquezas, ameaças e oportunidades.


A análise SWOT é uma das ferramentas mais simples e úteis que uma empresa tem para entender o ambiente onde está inserida e, assim, criar uma base de informações necessárias para planejar o seu futuro. É o primeiro passo para começar um planejamento estratégico, sendo utilizada para determinar como aproveitar forças para potencializar oportunidades e se livrar de possíveis ameaças.


swot, análise swot, matriz swot, empreendedorismo, administração, marketing, sucesso
Entenda e fortaleça a sua empresa.

O termo SWOT é uma abreviação para Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats e, quando traduzimos para o português, temos a sigla FOFA, que significa Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. A partir desses termos podemos gerar uma matriz SWOT.


Matriz SWOT

A Matriz SWOT avalia a empresa analisando suas forças e fraquezas e também levando em consideração os fatores internos e externos da organização. Graças à simplicidade e abrangência da matriz ela pode ser utilizada em qualquer tipo de análise de cenário, da criação de uma pequena empresa à gestão de uma multinacional. Para colocar em prática, precisamos entender o conceito de cada quadrante.


S (strengths ou forças)

Nesse quadrante devemos enumerar as forças da empresa e suas vantagens internas em relação ao concorrente. Comece fazendo as seguintes perguntas:

  • Quais nossos melhores produtos, serviços ou recursos?

  • Qual a nossa maior vantagem competitiva?

  • Qual é o nível de engajamento de nossos clientes?


W (weaknesses ou fraquezas)

Aqui temos o quadrante oposto, desvantagens internas da empresa em relação ao concorrente. Precisamos ser honestos para sabermos o que prejudica a organização e o negócio de alguma maneira. A sinceridade aqui é muito importante, afinal só podemos consertar uma falha quando a assumimos. Para isso fazemos as seguintes perguntas:

  • Nossos processos são confiáveis?

  • Possuímos mão de obra ou matéria-prima qualificada?

  • Conhecemos nossa concorrência?

  • Por que a concorrência é escolhida?

Procure analisar as fraquezas de maneira isolada. Desta forma fica mais fácil entender quais são os fatores responsáveis por elas e então procurar medidas que as corrijam ou as minimizem.


O (opportunities ou oportunidades)

Essas são as características que influenciam a empresa positivamente. Aqui dependemos de fatores externos que estão além de nosso controle, mas nem por isso deixam de ser importantes, pelo contrário. Conhecer cada uma delas ajudará a empresa a se preparar para aproveitar essas oportunidades. Algumas perguntas que podem ajudar a conhecer esses fatores são:

  • Alguma política pública de ampliação de crédito que possa alavancar as vendas?

  • Alguma redução temporária de impostos que possa nos beneficiar?

  • Algum evento esportivo ou cultural na região que possamos aproveitar?

Além das perguntas, é necessário fazer pesquisas que permitam a previsão de acontecimentos que impactem positivamente nos seus negócios.


T (threats ou ameaças)

E para finalizar, temos o oposto das oportunidades. Aspectos negativos e com potencial de comprometer a vantagem competitiva da empresa. Precisamos ter bastante cautela, pois são aspectos que podem prejudicar tanto o planejamento estratégico como os resultados. Agora respondemos perguntas também sobre o cenário econômico, mas olhando pela ótica negativa.

  • Alguma nova política de tributação pode afetar nossa margem de contribuição?

  • A variação cambial pode tornar inviável a importação de matérias-primas?

  • Algum grande concorrente entrando em nosso mercado?


Um exemplo prático

Com as informações geradas através da matriz podemos determinar ações para que as fraquezas não destruam as oportunidades ou, pior ainda, tornem ainda mais destruidoras as ameaças.

Imaginemos o seguinte cenário: Um restaurante com 10 anos de mercado, com diferenciais competitivos (forças) vem perdendo espaço (ameaças). O proprietário reconhece o mal planejamento de suas ações e e nota sua equipe de marketing desmotivada, o que acaba favorecendo essa situação (fraquezas). O gestor, procurando um meio de reverter o cenário, faz um curso de marketing digital que abre sua mente (oportunidade).

Dentro desse cenário, a matriz vai ajudar esse gestor a identificar os pontos de melhorias. Não é uma tarefa solitária e com certeza não será resolvida em uma tarde. Comece convocando as pessoas certas, não inclua apenas gerentes e diretores. É importante misturar cargos e hierarquias, quanto mais variada a visão, mais completa será a sua análise. Faça um brainstorm com essas pessoas, nessa fase o objetivo é preencher as lacunas dos quadrantes com o máximo de insights possíveis. Provoque uma discussão entre os membros da equipe, observando o que foi dito e eliminando o que talvez não faça tanto sentido.


Junte assuntos correlatos, elimine itens repetidos e elabore uma matriz SWOT simples, transparente e intuitiva. Agora, com todas essa riqueza de informação você já pode dar mais um passo e fazer o seu planejamento estratégico (falamos sobre esse assunto nesse artigo) com ações que se relacionem à análise do cenário atual. Favorecendo assim o crescimento não só da empresa, mas de todos os que se relacionam com ela.


Conclusão

Toda empresa que deseja minimizar suas dificuldades ou aumentar sua competitividade no mercado em que atua, deve fazer uso dessa análise e assim estabelecer uma posição estratégica forte e controle sobre as variáveis que rodeiam seu ambiente.


 

OVNI Estúdio Criativo

Uma agência full service sempre pronta para atender à todas as demandas de design estratégico, marketing e comunicação corporativa que sua empresa possa ter.


C O N H E Ç A A L G U N S P R O J E T O S

 

#marketing #planejamento #estratégia
46 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo