top of page

Leads: o que fazer com eles?

Aproveite seus leads ao máximo e alavanque suas conversões com este guia imprescindível.


Os leads representam um dos ativos mais valiosos para qualquer empresa que busca expandir seus negócios. Através de campanhas cuidadosamente planejadas, é possível atrair um público qualificado, interessado nos produtos ou serviços oferecidos por sua empresa. Contudo, alcançar esse estágio é apenas o começo de uma jornada que envolve cuidadosa estratégia e táticas para converter esses leads em clientes reais. Neste artigo, exploraremos o processo que ocorre após a geração de leads e exploraremos as etapas fundamentais para transformá-los em clientes fiéis. Desde a qualificação inicial até a abordagem de vendas, a apresentação de propostas e, finalmente, o pós-venda. Se você deseja aproveitar ao máximo seus leads e alavancar suas conversões, este guia é imprescindível para o sucesso do seu negócio.


Estratégia de marketing para aproveitamento de leads
Aproveite ao máximo seus leads e aumente o ROI de suas campanhas.

Após uma campanha digital gerar um lead, ou seja, atrair um potencial cliente interessado nos produtos ou serviços da sua empresa, o processo de conversão desse lead em cliente envolve algumas etapas. Essas etapas são conhecidas como funil de vendas ou pipeline de vendas. Cada empresa deve ter seu processo específico que se adapte às suas necessidades e estratégias.


Falando de modo generalizado, vamos destacar as principais etapas de um funil de vendas e sugerir algumas maneiras de abordar seus leads em cada uma delas. Vamos lá!


Qualificação dos leads.


Nem todos os leads gerados terão o mesmo potencial de se tornarem clientes. Por isso, é importante qualificar os leads para priorizar aqueles que estão mais próximos de realizar uma compra. Isso pode ser feito por meio de perguntas adicionais, análise de comportamento, segmentação por interesse, entre outros critérios.

  1. Defina critérios de qualificação: Estabeleça critérios específicos para determinar quais leads têm maior potencial de se tornarem clientes. Isso pode incluir informações demográficas, comportamento do usuário ou interesse demonstrado no conteúdo.

  2. Pontue seus leads (Lead Scoring): Implemente um sistema de pontuação para medir o grau de interesse e engajamento de cada lead com base em suas interações com o conteúdo. Dessa forma, você pode priorizar os leads mais "quentes" para a abordagem de vendas.

  3. Utilize ferramentas de automação: Utilize ferramentas de automação de marketing para rastrear e monitorar as ações dos leads em seu site e em campanhas de e-mail. Isso ajuda a entender o comportamento do lead e a identificar o momento ideal para a abordagem de vendas.


Nutrição dos leads.


Muitas vezes, os leads ainda não estão prontos para efetuar uma compra imediata. Nessa etapa, a empresa pode realizar ações de nutrição, como enviar conteúdos relevantes por e-mail, compartilhar informações úteis nas redes sociais ou oferecer materiais educativos, com o objetivo de manter o lead engajado e aumentar o interesse no produto ou serviço.

  1. Crie uma sequência de e-mails personalizada: Elabore uma sequência de e-mails que forneça conteúdo relevante e segmentado, com base nos interesses e ações do lead. A personalização aumenta o envolvimento e o interesse do lead.

  2. Mantenha a frequência de contato adequada: Equilibre a frequência de envio de e-mails para não sobrecarregar o lead, mas também para manter sua marca presente e relevante. A consistência é importante para construir confiança.

  3. Incentive a interação em redes sociais: Utilize as redes sociais para compartilhar conteúdo interessante e incentivar a interação dos leads. Responder a comentários e mensagens também é essencial para manter um relacionamento próximo com eles.



Abordagem de vendas.


Quando o lead está qualificado e nutrido, é o momento de realizar uma abordagem de vendas mais direta. Isso pode acontecer por meio de um telefonema, e-mail personalizado, chat online ou qualquer outro canal de comunicação. O objetivo é entender as necessidades do lead e apresentar como o produto ou serviço pode solucionar seus problemas ou atender às suas demandas.

  1. Personalize a abordagem: Utilize as informações coletadas durante a qualificação dos leads para personalizar a abordagem de vendas. Demonstre que você entende as necessidades específicas do lead e mostre como seu produto ou serviço pode ajudá-lo.

  2. Faça perguntas abertas: Durante a abordagem, faça perguntas abertas para incentivar o lead a compartilhar mais informações sobre suas necessidades e desafios. Isso ajuda a criar uma conversa mais significativa e a identificar possíveis objeções.

  3. Destaque os benefícios: Em vez de apenas listar as características do produto ou serviço, concentre-se em destacar os benefícios que ele trará ao cliente. Mostre como isso resolverá problemas específicos e agregará valor à vida ou negócio do lead.


Apresentação de proposta.


Se o lead demonstrar interesse real após a abordagem de vendas, é o momento de apresentar uma proposta comercial. Essa proposta deve ser clara, detalhada e mostrar de que forma o produto ou serviço trará benefícios ao cliente.

  1. Seja claro e transparente: Ao apresentar a proposta, seja claro quanto aos detalhes, preços, prazos e condições. A transparência ajuda a construir confiança e a evitar mal-entendidos futuros.

  2. Destaque os diferenciais competitivos: Demonstre por que seu produto ou serviço é único e como ele se destaca em relação à concorrência. Isso pode fazer a diferença na decisão final do cliente.

  3. Ofereça opções e flexibilidade: Se possível, ofereça ao cliente opções que se adequem às suas necessidades e orçamento. A flexibilidade na negociação pode ajudar a encontrar um acordo que seja benéfico para ambas as partes.


Negociação e fechamento.


Após a apresentação da proposta, é possível que ocorra uma fase de negociação, em que o lead pode fazer contrapropostas ou tirar dúvidas adicionais. A negociação busca chegar a um acordo que seja vantajoso para ambas as partes. Quando as condições são aceitas, o lead se torna um cliente ao finalizar a compra do produto ou serviço.

  1. Ouça as preocupações do cliente: Esteja aberto a ouvir as preocupações e objeções do cliente. Demonstre empatia e ofereça soluções para suas dúvidas, mostrando que está comprometido em encontrar a melhor opção para ele.

  2. Tenha flexibilidade na negociação: Esteja disposto a ceder em alguns pontos durante a negociação, especialmente se isso ajudar a fechar o negócio. Mostrar flexibilidade pode criar um ambiente positivo de negociação.

  3. Estabeleça prazos e responsabilidades claras: Ao chegar a um acordo, defina prazos claros para a conclusão da compra e quaisquer etapas subsequentes. Certifique-se de que todas as partes entendam suas responsabilidades e compromissos.


Pós-venda.


O relacionamento com o cliente não termina no momento da compra. O pós-venda é uma etapa importante para garantir a satisfação do cliente, oferecer suporte, resolver eventuais problemas e fortalecer a fidelidade. Um cliente satisfeito tem mais chances de se tornar um cliente recorrente e, potencialmente, um defensor da marca, recomendando-a para outras pessoas.

  1. Dê as boas-vindas ao novo cliente: Após a compra, envie uma mensagem de boas-vindas ao cliente, agradecendo pela escolha e reforçando o compromisso em fornecer um excelente atendimento.

  2. Solicite feedback: Peça ao cliente feedback sobre a experiência de compra e o processo de atendimento. Isso ajuda a identificar áreas de melhoria e a demonstrar que sua empresa valoriza a opinião do cliente.

  3. Mantenha o relacionamento: Continue se comunicando com o cliente regularmente, oferecendo suporte quando necessário e fornecendo informações relevantes sobre produtos, atualizações ou promoções. Um relacionamento contínuo aumenta a probabilidade de fidelização e recomendação.

Lembrando que esse processo pode variar conforme o tipo de produto, empresa e público-alvo, mas essas são as etapas gerais que compõem o caminho desde a geração do lead até a conversão em cliente. A automação de marketing, ferramentas de CRM (Customer Relationship Management) e estratégias de personalização podem ser utilizadas para otimizar e acompanhar todo esse processo.


Essas ações ajudam a criar um processo mais eficiente de conversão de leads em clientes. Lembre-se de que a jornada de compra pode ser complexa e variar para cada negócio, portanto, é importante ajustar suas estratégias para obter os melhores resultados. Automação de marketing, ferramentas de CRM (Customer Relationship Management) e estratégias de personalização podem ser de grande ajuda para otimizar e acompanhar todo esse processo. Afinal, a jornada do cliente não termina na compra e o acompanhamento cuidadoso e a atenção contínua são fundamentais para manter a satisfação e o engajamento ao longo do tempo.


 
Rogério Gomes :: Chief Creative Officer no OVNI® Estúdio Criativo




Rogério Gomes :: Chief Creative Officer no OVNI® Estúdio Criativo

Sou Designer Estratégico e Ilustrador. Meu propósito é fortalecer o crescimento de empresas por todo o país através da comunicação corporativa e do design, unindo criatividade e estratégia para impactar positivamente nossa sociedade. Junte-se a mim nesta jornada!


 

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page